Pages

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Falando sobre amizade


Às vezes me pego pensando em tudo o que vivi e tudo o que tenho vivido depois que me mudei para o nordeste do Brasil. Embora algumas pessoas não saibam, morei por 6 anos no Pará ( norte do Brasil) e vão fazer apenas 11 meses que tenho vivido em cidade que fica a exatas 4 horas da capital Recife. Sair da cidade onde eu praticamente cresci (já que cheguei lá por volta dos 9 anos) foi muito difícil para mim, sabia que enfrentaria muita coisa e o que mais me fazia temer era o fato de não conhecer ninguém aqui a não ser alguns dos meus familiares e ter que novamente reconstruir laços de amizades, embora eu não estivesse muito afim de fazer isso, não por ser anti-social, jamais, e sim por medo de não ser aceito de alguma forma.

A escola é sempre um dos melhores lugares para se fazer novos amigos, mais confesso que foi muito difícil para mim no começo. Era tudo muito estranho e eu não conseguia encontrar ninguém com as mesmas características das pessoas que estava acostumado a conviver e fui um tanto tolo em pensar que isso seria possível, uma vez que ninguém é igual a ninguém. Demorou certo tempo até que eu começasse a trocar as primeiras palavras com algumas pessoas e graças a Deus no final do ano eu já tinha com quem conversar, porém ninguém que eu pudesse chamar de amigo, alguns “colegas” talvez.

Eu me senti muito só, acredito que se não fosse os tais “parentes” teria entrado em certa “depressão”. O que eu não sabia é que estava apressado demais e já havia até mesmo esquecido que nada acontece de uma hora para outra, é necessário tempo para se adquirir a confiança das pessoas e assim então poder chamá-las de amigos.

Hoje em dia sinto-me totalmente completo e satisfeito aqui. Consegui fazer amizades tão sinceras e verdadeiras, amizades preciosas com valores imensuráveis e chega a doer meu coração em saber que próximo ano talvez eu vá para outra cidade fazer faculdade e não estaremos mais juntos. No entanto tenho me preocupado mais em estar com eles, compartilhando alegrias e tristezas, sorrisos e lagrimas, porque amizade é uma das coisas mais importantes que se pode ter nessa vida. Definitivamente eu não seria nada sem meus amigos.

P.s
: E a todos que deixei no Pará, saibam que jamais esquecerei vocês, influenciaram no meu crescimento e no meu amadurecimento. Saudades para sempre.

"Não é amigo aquele que alardeia a amizade: é traficante; a amizade sente-se, não se diz." Machado de Assis




Jackson A.

2 comentários:

Eurico disse...

Vim te ler. Tenho filhos da tua idade e mais velhos do vc. Gosto de ver a arte inspirando jovens.
Ah, e tb sou jovem. Há mais tempo, mas jovem sempre...rsrsrs

Jackson Araújo disse...

Eurico com certeza, jovem sempre :p.
Fico grato pela visita e pelo comentário!
Sinta-se em casa e volte sempre! :D